sabor autentico










21 de setembro de 2010

20 de setembro de 2010

16 de setembro de 2010

Eu amo-te cada vez mais,
Eu amo-te como nunca amei ninguém,
Eu amo-te de uma forma louca,
Eu amo-te para todo o meu sempre,
Eu amo-te e não sei viver sem ti,
Eu amo-te com todas as minhas forças,
Eu amo-te porque tu me fazes feliz,
Eu amo-te porque tu és um grande homem,
Eu amo-te assim como és, simplesmente assim,
Eu amo-te com todo o meu carinho,
Eu amo-te com todo o meu amor,
Eu amo-te porque és lindo,
Eu amo-te por isto tudo e muito mais,
Eu amo-te porque não me sais do pensamento,
Eu amo-te porque fizeste meu coração prisioneiro do teu amor,
Eu amo-te como a mais pura das gotas de água,
Eu amo-te simplesmente eu amo-te,

11 de setembro de 2010

1. Odeio falar ao telemóvel, a não ser que do outro lado da linha esteja o meu namorado (:
2. Acho piada a números privados, são deprimentes
3. Quando for grande vou ser bombeira
4. Pratico futsal desde os 12 anos & adoro volei
5. adoro praia
6. estou sempre com dor de costas
7. resmungo sempre quando a minha mãe me pede para arrumar a casa
8. estou sempre a comer cuétara flakes
9. quero furar a minha orelha esquerda toda
10. tenho medo das alturas, mas adorava andar de avião
11. irrito-me profundamente com pessoas lamechas, cínicas e egocêntricas
12. odeio esperar
13. a minha comida favorita é bacalhau com natas
14. detesto salmão, lulas e carnes com muita gordura :$
15. não gosto de ser comparada com ninguém
16. adoro vestidos e calções curtinhos
17. odeio gatos
18. adorava ter um leopardo ou um macaco como animal de estimação
19. sou benfiquista desde que nasci
20. quero ter 3 filhos, um menino, uma menina e adoptar um pretinho
21. odeio rock pesado
22. adoro banhos prolongados
23. odeio putas e cabroes
24. adoro receber mensagens
25. sou capaz de passar um dia inteiro a ver TV
26. meço 1m e 64cm
27. o meu irmão diz que sou adoptada
28. amo roupa, e perco-me quando vou as compras
29. a minha cor preferida é verde azulado
30. o meu maior vicio é roer as unhas
31. odeio os meus pés porque são enormes, 39 :$
32. detesto fazer a depilação
33. mars e toblerone são os meus chocolates preferidos
34. quero fazer uma tatuagem, mas não sei onde e nem sei que fazer
35. não sei cozinhar
36. detesto trance e musicas francesas
37. acho piada à língua espanhola
38. o meu maior sonho era dar a volta ao mundo
39. detesto o meu padrasto ...
40. amo muiiii(…)to a minha avó
41. não gosto de discotecas, prefiro bares
42. acredito no destino
43. queria ter os olhos cinzentos
44. quando ganhar coragem rapo o cabelo
45. adoro os meus caracóis, mas dão muito trabalho
46. não tenho medo de abelhas
(…)

10 de setembro de 2010

nao sei o que fazer, não sei o que pensar. mas sei que assim eu não quero continuar

8 de setembro de 2010

criancices --'

Woouw, que gracinha, vamos todos ligar ao namorado da Ana em anónimo e vamos dizer-lhe para se afastar da Ana, e depois mandamos mensagem a dizer o mesmo, ~~’
Sinceramente não faço ideia de quem és, mas cresce um bocadinho e deixa-te de merdas, yá?

3 de setembro de 2010


- digam o que disserem, venha o que vier, apareça quem aparecer, há « coisas » que o tempo não apaga

1 de setembro de 2010


Pedro Miguel Carvalho Pinto, 7anos (quase 8)
Siiiiim é o meu irmão, e é o irmão mais lindo do mundo (:
Apesar de todas as brigas, de todas as zangas, de todos os insultos, de todos (…), TU mereces muito, muito mesmo.

Melhor saída de sempre:
TV: é difícil, eu já estou à três meses sem fazer amor…
Pedro: olha eu estou pior, já à SETE anos que não faço amor , (ele tem SETE anos)
E se calhar sim. Se calhar às vezes nós complicamos. Se calhar às vezes criamos problemas nas soluções que nos oferecem.
Ou, se calhar não, se calhar nada faz sentido. Se calhar estamos destinados a viver aqui. Se calhar estamos destinados a sofrer. Se calhar estamos destinados a ser rebaixados (...)
Quantos de nós amaram? Quantos de nós aperceberam-se que era uma ilusão? Quantos de nós pensavam ser amados? E quantos de nós se aperceberam que só eram usados? Quantos de nós disseram 'SIM', quando queriam gritar 'não'? Quantos de nós caíram e não aceitaram uma mão para se levantarem? E quantos de nós não deram essa mão a alguém? Quantos de nós desistiram? E quantos de nós perderam? Quantos de nós existiram em vez de viver? Quantos de nós se arrependeram de algo? Quantos de nós gostariam de voltar atrás e refazer algo? Quantos de nós desperdiçam o presente a pensar no futuro? Quantos de nós pensam que são felizes? E quantos de nós o são realmente?
Quantos de nós disseram "CHEGA!" e foram à luta? Quantos de nós se arrependem de não o terem feito? Se calhar às vezes o problema somos nós. Se calhar somos os culpados de tudo. Ou se calhar não, se calhar só pensamos que o somos. Se calhar não somos fortes o suficientes. Ou se calhar apenas não o queremos ser...

Nasce. VIVE. Cresce. Morre.
Um simples ciclo, e nós nascemos, e estamos prontos para morrer...
ou se calhar, não...

As palavras fogem, mas não vou deixar de te amar, NUNCA. Eu vou lutar por ti, lutar por nós, lutar para que tudo corra bem. Eu vou lutar por ti, porque acredito que sejas o homem da minha vida.
O homem que eu mais amei, o homem a quem eu me prendi e não quero largar.
Não é com uma distância de 300000(…)00 quilómetros que te vou deixar.
Não é com umas 2000(…)000 discussões que te vou deixar.
Não é com as minhas manias que te quero perder. Entendes agora?
Toda a gente comete erros, nós cometemos erros. E os erros são uma base para depois acertar.

O que haveria mais para além deste ardor no meu corpo, que prendia os meus movimentos. Que me deixava presa. Que me deixava completamente indefesa. Ouvia o teu sussurrar que me entrava pela cabeça e me inundava de paixão. O teu amar, fazia-me ficar.

eu amo o que és, o que fazes, o que tentas. já vi a tua bondade e a tua força que te transporta através de tudo. eu já vi o melhor de ti. eu já vi o teu pior. e compreendo com uma clareza extrema exactamente o que tu és. e tu a mim, conheces-me melhor que a palma da tua mão. por isso obrigado. aconteça o que acontecer, eu vou amar-te sempre. eu amo-te
Sabes no que tenho pensado? Se poderia algum dia vir a perder-te e sabes que resposta obtive com o passar do tempo :$ ? É que é claro que não consigo viver sem ti, aliás nem tenciono, nem quero nem desejo tal coisa. Desistir de ti? Eu seria incapaz, tudo é tão perfeito a teu lado, tudo tão mágico então porque desistir? Não eu não sou assim, eu amo-te e vou lutar por ti, vou lutar por nós, para o nosso sempre, isto é o destino e acredito que é contigo que o vou viver, cada dia, cada semana, cada mês, cada ano. Não sei para que mentir de tal sentimento tão forte e tão vivo não sei porque haveria de negar não sei porque haveria de esconder, não sei porque haveria de dizer que não me és nada enquanto que és simplesmente tudo, não sei porque te iria dizer que te detestava enquanto que te amo mais que tudo e todos, não sei porque haveria de te dizer que ia desistir porque eu tenho forças, & porque a palavra desistir não existe no meu dicionário $:



AMO-TE PARA SEMPRE (L)

Gostava de te dizer tudo o que tu és e significas através de um simples texto mas sinceramente acho que é COMPLETAMENTE IMPOSSÍVEL. Não chegas a ser uma simples e pequena pessoa no meio de um mundo gigante e repleto de ódio, porque tu? és alguém tão extenso, tão complexo e enches o meu coração de uma forma que sou capaz de jurar que és um anjo. Não és deste mundo, é impossível, tens magia em ti que transmites para tudo o que te rodeia. Consegues colorir tudo à tua volta com a mesma facilidade que me aceleras o coração sempre que me abraças, sempre que dizes que me amas, sempre que tomas conta de mim! Fazes com que todos os dias encoste a cabeça na almofada com um sorriso perfeito e sincero no rosto. Adormeço sempre com a ideia "quero dormir, para amanhã poder ouvir: bom dia mulher da minha vida". Não me consigo ver sem ti do meu lado, juro-te não consigo. Estou tão habituada a ter-te comigo 24 sobre 24h, em cada queda, em cada sorriso, em cada asneira, em cada parvoíce, em cada (...)

amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te, amo-te…


Nem por mais tempo que passe, ou por mais pessoas que passem , percebi que não dá, preciso mesmo de ti. Porque é a ti que amo, é a ti que quero. És mais que vida @ és o amor da minha $:& nós ? nós somos aquilo que o tempo não destrói. Somos a versão mais perfeita de um sonho alguma vez sonhado. E não vou desistir, não vou abaixo, não enquanto isto durar, enquanto tu não fores. E mesmo quando não conseguires mais, eu estarei lá, a lutar com todas as forças que restam por nós dois, e fazer isto durar, porque vai chegar o dia em que vou adormecer contigo abraçado a mim e ver-te a acordar na próxima manhã $: ter a felicidade de saber que desta vez podia fechar os olhos e que no dia seguinte te encontraria a meu lado, não só em sonhos.
«Mesmo que eu queira e tenha todas as certezas de uma coisa, o meu coração teima em me enfrentar. Sim é teimoso, e eu também o sou, mas agora não consigo sequer agarra-lo com força e dizer-lhe «pára de vaguear, estás fora do meu alcance e não quero isso», para falar verdade a partir do momento em que ele me 'escapou' tudo ficou fora de alcance ; mas não é grave nem sequer me preocupo. Eu sei que ele volta, como sempre fez. E esse, esse muscolozinho traiçoeiro, acompanha-me em todas as emoções... Palpita fortemente até me tirar a respiração mas também é o melhor cofre que eu tenho quer seja para guardar alguém ou mesmo memórias. E desde há tempos guarda um grande gajo, e por mais que se espeda-se, que chore de tanto sofrer, por mais que queira deixar de bater, por mil e uma vontades que tenha, nunca me abandona nem a mim nem a quem guarda...
Por mais que vagueie, ele volta sempre... Em força até

 

Tiago Bernardino Oliveira,
Dois anos e três meses meu palhaço (L) 


«Hoje acordei de manhã. As janelas estavam abertas. Corria uma rajada de vento calmo. Sentei-me e pensei em como seria bom ter uma mensagem de bons dias daquelas que só tu me mandas. Peguei no telemóvel, mas não estava lá nada teu. Olhei para fora das janelas, ainda era cedo, ainda estava a amanhecer devagar. Vi as horas. 5h da manhã. Cedo. Muito cedo. Mas não tinha sono. Por isso comecei a escrever. Só consegui escrever “Tu fazes parte da minha vida. És a minha vida. Quero-te comigo. Quero…” deixei a frase a meio. Medo?! Não era medo. Era desejo. Desejo de te ter comigo. O que poderia mais eu escrever? Ninguém iria perceber. Ninguém quereria ler.
Por isso fui deitar-me de novo. Pensei em nós. Na forma como eu me rio contigo. Como eu sou feliz.
E voltei a dormir.